27.6.10

Nada será igual!!




... Queiram ou não queiram os homens, a luz da verdade se fará pelos quatro quantos da terra... 
Pelos elementos, terra, ar, água e fogo, a mãe natureza nos mostra o poder,  e se faz presente em sua fúria e amor, em grandes catástrofes e beleza. 
Ontem assisti ao filme que tanto queria, AVATAR, eu particularmente gostei muito, há os que não gostaram acharam besteira, mas trazendo o filme para nossa vida, ele é bem interessante! Acabei por ficar encantada, e pensar quanta beleza, que magia, pois parece que sentimos igual quando assistimos ao filme ! Sabe quando a máquina passa destruindo as árvores, dá vontade de entrar no filme e pedir para parar, quando queimam aquela árvore gigante, linda, é como se o coração explodisse de dor, é HAZEL, sei bem o que sentes, toneladas de madeiras sendo transportadas diariamente ilegalmente. Aqui no Brasil o slogan é assim: 

- compre somente de empresas que fazem o reflorestamento... hã?
  Árvore milenar ? Tudo bem podem plantar é o minímo que fazem( acham que fazem muito), mas a idade e sabedoria que cada uma delas traz  ninguém nunca irá substituir! Será que não dá para acordar? 
O pior que a destruição acabou virando paisagem para os nossos olhos, e pouco a pouco nada mais irá restar... 


3 comentários:

Mônica - Sacerdotisa da Deusa disse...

Que triste essa falta de consciência com algo tão óbvio né amiga! Eu juro, não consigo entender, como coisas tão simples não conseguem ser entendidas! Olha, eu AMEI esse filme, trás uma linda lição para quem tem a beleza no coração, como vc tem flor. Eu e meu amor saímos do cinema encantados e tristes tbm pela falta de discernimento das pessoa. Sempre digo que não sou a melhor pessoa do mundo, mas tbm estou longe de ser a pior, e não compactuo c/ palhaçadas sociais, sou anarquista mesmo hahaha. Chorei muito assistindo Avatar, quando terminou, fiquei triste pq voltei p/ a minha realidade, a realidade do nosso mundo, e me chatiei pq sei que existe um lindo lugar, mas que preciso cumprir a minha parte aqui p/ ver se dou a sorte de voltar p/ lá...gosto do nosso planeta, mas é duro vc sentir que existe algo maravilhoso fora daqui, dá saudades, dá tudo rs. Não sou e nem nunca fui suicida, me entenda, rs, é que é tanta coisa errada e louca que eu fico desgostosa às vezes! Desculpa o desabafo flor rs, que papo de louco né? rsrsrs
Enfim, vamos fazer a nossa parte, e sigamos conectadas com as energias divinas!
Beijinhos flor e ótima semana pra ti.

Flores e Luz.

j maria castanho disse...

Décimo Quinto Cálice

Tulipas-lírio, dálias franjadas
Orquídeas, crisântemos, açucenas
Ladeiam os degraus das escadas
Ao Olimpo das mulheres pequenas,
Porém tão grandes e tão amadas
Que entre as flores mais cuidadas
São de todas elas, as mais serenas.

A cobiçada pose dos ramos singelos
E as vestes numa folhagem estival,
A seda escura dos castanhos cabelos
Certos e rimados ao meneio musical
Ondas sossego e escadeados anelos
Navegáveis sem nós nem novelos
Que encrespem os dias por igual.

É tudo tão simples, assim, encantado
Que do recanto nasce o canto vertical
A esquadro e a compasso desenhado
Como canteiro, ou minarete floral
Esboçando tela de quadro conventual
Para quem sonha, e desse sonhado
Floresça o sentido do sentir universal.

Início do que não tem princípio nem fim
Nem carece de conceito ou até de meio,
E completa tudo quanto falta em mim
Se dos teus lábios bebo o cálice cheio!

jorge manuel brasil mesquita disse...

Já vi o filme duas vezes e cheguei, à conclusão, que eliminaria tudo no filme que não fosse o planeta Avatar. O conceito de vida e a beleza do planeta são, realmente, fascinantes. Já conhecemos o suficiente da vida para sabermos do que é capaz a brutalidade colonizadora. Pagava só para rever Avatar, o planeta.
Jorge Manuel Brasil Mesquita
Lisboa, 29/06/2010
etpluribusepitaphius.blogspot.com